zico e zeca

Atenção, abrir em uma nova janela. PDFImprimirE-mail

Artigos - Curiosidades

Avaliação do Usuário: / 3
PiorMelhor 


Filhos de Maria Rosa Costa e Gabriel Paulino Costa, começaram a cantar ainda crianças, apresentando-se em circos, festas dominicais e quermesses em sua cidade natal. E o casal teve mais 9 filhos, além de Zico, Zeca, Liu e Léu.

Em 1947, Zico e Zeca começaram a cantar na Rádio Novo Horizonte de Itajobi-SP. Em 1952, trocaram sua Itajobi natal pela Paulicéia Desvairada, a convite da Rádio Bandeirantes, tendo recebido o apoio do compositor Serrinha, que conseguiu inclusive novos instrumentos musicais para a dupla. E, na mesma emissora, participaram em 1953 do programa "Serra da Mantiqueira", de Sílvio Mota. Nesse mesmo programa, um concurso popular escolheu o nome da dupla.

Procurados pela famosa marca de conhaque, Zico e Zeca conseguiram em pouco tempo um contrato de patrocínio para um programa exclusivo que se chamava "Palhinha Ao Sertão".

Em 1954 assinaram contrato com a gravadora Columbia, para onde foram levados incentivados pelo compositor Teddy Vieira, que era um verdadeiro observador de novos talentos. Gravaram nesse ano na Columbia o seu primeiro 78 RPM, com o cururu "Pracinha" (Teddy Vieira) e a moda de viola "Besta Bailarina" (Teddy Vieira - Capitão Balduíno).

E, logo em seguida, gravaram e fizeram bastante sucesso com a fábula "A Enxada E A Caneta" (Teddy Vieira - Capitão Barduíno) e a toada "Capelinha do Chico Mineiro" (Teddy Vieira - Comendador Biguá).

A partir de então foi uma sucessão de diversas gravações de sucesso, tais como "Namoro No Portão (Teddy Vieira - José Maria Gomes), "Sinhá Juana" (Francisco Lacerda - Teddy Vieira), "Duas Balas de Ouro" (Lourival dos Santos), "Cabecinha de Vento" (Bolinha - Brioso), "Prisioneira" (Bolinha - Zé do Rancho), "Luar do Sertão" (Catulo da Paixão Cearense - João Pernambuco), "Arrependimento" (Sebastião Vitor - Tuta), "Luz Vermelha" (Benedito Seviero - Tião Carreiro), "Meu Destino" (Luiz de Castro), "Deusa da Madrugada" (Benedito Seviero - Sebastião Vitor), "Engano do Carteiro" (Léo Canhoto) e "Querer Bem" (Zico - Tuta), apenas para citar algumas.

Em 1967, venceram o Festival de Música Sertaneja promovido e transmitido pela Globo com a música "Catira" (José Di - Michel).

E no ano de 1980, a Zico e Zeca encerraram suas atividades artísticas, porém, para nossa felicidade, retornaram aos shows em 1998, mantendo as atividades artísticas inclusive nos dias de hoje.

E, na foto ao lado, Zico (à direita), Zeca (à esquerda) e Ricardinho (no centro), por ocasião do II Encontro de Violeiros que teve lugar em Ribeirão Preto-SP, no dia 13/03/2004, ocasião na qual pude conhecer pessoalmente a excelente dupla, bem como seu Empresário, Gilberto B. Carvalho, da Giba Produções, e que também é o Empresário de Liu e Léu.

Parceiros

Criação de Sites

Tempo

Radar

Radar - Fique de olho!

Conheça a Bíblia

biblia
Cactus Web | Criação de Sites