O morcego que engana mariposas com um sussurro.

Atenção, abrir em uma nova janela. PDFImprimirE-mail

Artigos - Curiosidades

Avaliação do Usuário: / 0
PiorMelhor 

  

 Esta é uma história sobre a velha guerra evolutiva entre morcegos e mariposas. Durante milhões de anos, predador e presa evoluíram para ganhar essa pequena batalha que acontece a cada noite na escuridão e na qual cada um conta com suas particulares armas.

O morcego, mediante sua poderosa ecolocalização, emite pequenos ruídos ultrassônicos que lhe indicam a posição da mariposa permitindo caçá-las. As mariposas, por sua vez, desenvolveram características como um ouvido sensível capaz de detectar os ruídos dos morcegos e reagir para evitar a manobra.

Nesta particular briga, as mariposas seguem diferentes estratégias. Um estudo da Royal Society demonstrou que alguns tipos de mariposas são capazes de distinguir entre os ruídos do morcego que significam que foi localizada e os que indicam um ataque. Uma vez alertadas, algumas mariposas optam por uma manobra evasiva e outras chegam também a emitir sons ultrassônicos ainda mais altos para despistar seu atacante.

FONTE : PORTAL DAS CURIOSIDADES

Este processo evolutivo, que em Biologia é conhecido como "corrida armamentista" acontece com bastante frequência entre presas e predadores e leva ao desenvolvimento das mais sofisticadas técnicas. Recentemente uma equipe de pesquisadores da Universidade de Bristol descobriu que o morcego-negro (Barbastella barbastellus) deu um passo a mais nesta batalha e se especializou precisamente em capturar mariposas com ouvidos sensíveis -sua dieta é composta de até 90% deste tipo de mariposas, muito acima dos 10% que costumam apresentar outras espécies-.

Vejam que bacana, esta espécie de morcego desenvolveu a habilidade de "sussurrar" enquanto caça para não ser detectado e seus ruídos ultrassônicos na escuridão são até cem cem vezes mais silenciosos que o de outros morcegos. Mas não é só isso, durante os testes, os pesquisadores monitoraram morcegos e mariposas e descobriram que o morcego-negro "baixa a voz" à medida que se aproxima da sua vítima, o que lhe dá uma vantagem letal: a mariposa detecta sua presença muito tarde para poder escapar.

A descoberta destes cientistas é só uma fotografia no tempo, o estado das coisas neste exato momento. Provavelmente, ambas espécies seguirão evoluindo para melhorar seus índices de sobrevivência através dos mais insuspeitos caminhos. Neste tipo de batalha, o normal é que a presa leve um pouco de vantagem já que nesta briga o predador só perde o jantar, mas a presa perde a vida.

Parceiros

Criação de Sites

Tempo

Radar

Radar - Fique de olho!

Conheça a Bíblia

biblia
Cactus Web | Criação de Sites