Polícia faz reconstituição de tentativa de latrocínio que ocorreu em 2016

Participaram da reconstituição policiais civis, militares, Instituto de Criminalística e uma das vítimas.

Publicado em 9/7/18, 12:16 AM

Polícia faz reconstituição de tentativa de latrocínio que ocorreu em 2016

A Delegacia de Investigações Gerais (DIG) realizou na noite desta quinta-feira (6) a reconstituição da tentativa de latrocínio que teve com vítimas um professor de 31 anos e um salva-vidas de 49. O caso aconteceu na madrugada do dia 9 de outubro de 2016, na rua Bahia, no Jardim Gonzaga. As vítimas foram brutalmente agredidas e uma delas sofreu lesões graves depois que uma grande pedra foi jogada em sua cabeça.

Participaram da reconstituição policiais civis, militares, Instituto de Criminalística e uma das vítimas.

Os três acusados de participação na tentativa de latrocínios seguem presos preventivamente.

A reconstituição é mais uma peça que será juntada ao inquérito policial que apura o bárbaro crime.

Entenda o caso

De acordo com o delegado da especializada, Gilberto de Aquino, após ampla investigação, a sua equipe conseguiu elucidar o caso. Segundo, ele, as vítimas estavam em um bar na rua Dona Alexandrina, no Centro, jogando e bebendo, quando foram convidados por outros dois homens para fazer uso de cocaína.

Eles aceitaram e foram até a rua Bahia, no Jardim Gonzaga. Lá, os acusados saíram do carro dizendo que iriam buscar drogas e retornaram na companhia de mais dois homens. Neste instante eles passaram a agredir violentamente o professor e o salva-vidas. Uma das vítimas caiu e um dos criminosos jogou uma grande pedra em sua cabeça.

Em seguida os bandidos roubaram pertences e um veículo HB20 prata com placas de Atibaia/SP que foi localizado dias depois em uma casa na rua rio Paranapanema, no Jóquei Clube. Nesta residência mora Reginaldo Santamaria, conhecido como "Bin laden", de 43 anos, que é usuário de entorpecentes. Ele alegou que o veículo foi deixado pelo jovem Henrique Mariano Silverio, que na época tinha 17 anos, e que trocou as rodas do carro por drogas.

Segundo Gilberto de Aquino, Miguel Carvalho da Silva Freitas, de 21 anos e Victor Hugo dos Santos de 19 anos, são os homens que estavam no bar no dia do crime e tiveram participação direta na tentativa de latrocínio.

Miguel já estava preso no presídio de Araraquara por envolvimento na morte do adolescente Vitor Batista Liberato, 15 anos. Eles vão responder pelo crime de tentativa de latrocínio.

Henrique também está preso acusado de participar de um roubo a residência. Ele e "Bin Laden" foram indiciados pelo crime de receptação.

Em relação às vítimas, o delegado informou que uma delas ainda tem problemas de saúde por causa das agressões e foi encaminhada ao Rio do Janeiro. A outra permaneceu dois dias internadas e recebeu alta em maiores consequências.

FONTE : SÃO CARLOSAGORA

Comentários