Vereador pede improbidade de Caco e Comissão Processante contra Airton

O relatório final é extenso e tem 1,9 mil páginas. Vereadores pediram mais 20 dias para analisarem o documento.

Publicado em 5/7/18, 9:08 PM

Vereador pede improbidade de Caco e Comissão Processante contra Airton

O vereador Paraná Filho (PSB), relator da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que tem como finalidade apurar as causas da falta de médicos na Rede Municipal de Saúde e do fechamento de duas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs Aracy e Santa Felícia), concluiu o relatório  e está indicando uma Comissão Processante contra o prefeito Airton Garcia  e uma ação por improbidade administrativa contra o secretário de Saúde, Caco Colenci.

O relatório final é extenso, segundo o presidente da CPI, Lucão Fernandes (MDB). Tem 1,9 mil páginas. No documento, Paraná Filho entende que a falta de médicos nas UPAs foi uma “situação de emergência fabricada”, como está discriminado no relatório. Ele acredita que o prefeito cometeu crime de responsabilidade, pois foi omisso e negligente no atendimento dos interesses do município. “Esta CPI conclui pela possibilidade, inclusive, de abertura de Comissão Processante por esta egrégia Casa de Leis”, escreveu o vereador no relatório.

Também destacou que o secretário de Saúde, Caco Colenci deixou de praticar ato de sua competência, qual seja, intervir no problema de gestão dos plantões e elaboração de escalas médicas. Minimamente de se esperar que ele praticasse ato de exoneração do diretor ou outro responsável pela má gestão nos recursos humanos aplicados às UPAs, conforme restou cabalmente comprovado neste processo”. O parlamentar diz que Caco Colenci praticou ato de improbidade administrativa. Na sessão da última quinta-feira (03) os vereadores pediram mais 20 dias para analisarem o relatório final do parlamentar. (Com informações do Jornal Primeira Página)

Comentários